Menu

Diário de Riachão Diário de Riachão Author
Title: Maranhão: substituir Agra por Estelizabel é 'trocar seis por meia dúzia'; ouça áudio
Author: Diário de Riachão
Rating 5 of 5 Des:
POLÍTICA O ex-governador do Estado da Paraíba, José Maranhão (PMDB), esteve na tarde desta segunda-feira (20) na cidade de Sous...
POLÍTICA
230911 maranhão fotoO ex-governador do Estado da Paraíba, José Maranhão (PMDB), esteve na tarde desta segunda-feira (20) na cidade de Sousa, no Sertão paraibano para participar do sepultamento da Senhora, Alenice, Mãe do Deputado Estadual, André Gadelha. E previu dois pesos pesados fazendo oposição ao governo em João Pessoa, ele e Cícero Lucena.
Ouça o áudio
“Nós temos conversado permanentemente com Cícero Lucena, de quem somos amigos pessoais, de quem recebemos apoio, ainda que discreta na última eleição. Mas, Cícero, o que tudo indica é candidato também. Isso não é óbice, antes pelo contrário, são dois pesos pesados pela oposição ao governo que está ai”, frisou Maranhão.

Durante a entrevista Maranhão afirmou que não tem como retroceder visto que a pesquisa é oficial e foi decisão do público. Ele afirmou que é o único pré-candidato pmedebista e que vai fazer uma campanha bonita.
“Agora não tenho mais como retroceder: Sou pré-candidato a Prefeito de João Pessoa, e tenho certeza que poderemos fazer uma campanha bonita, e uma campanha que chegará com resposta de soluções para os problemas que afligem a cidade”, pontuou o pré-candidato.
Com relação sobre a disputa de dois correligionários dentro do esquema governista. Ele afirmou que Agra ‘trocou seis por meia dúzia’.
“Agra já renunciou a candidatura por pressão do próprio governador que acostumou a resolver as coisas de forma ditatorial, e centralizada. Agora foi uma escolha infeliz. Há um provérbio popular que diz: ‘trocou seis por meia dúzia’. Eu acho que não foi seis por meia dúzia, foi por muito menos. Não estou querendo fazer intrigas, absolutamente, pra mim é indiferente. Tanto faria ser, Luciano Agra, como Estelizabel”, criticou.
Tirando Agra do circuito, o PSB perdeu um ano neste processo eleitoral.
“Era um político sem nenhuma história, sem nenhuma tradição, sem nenhuma experiência, mas estava na exposição do cargo de prefeito, há mais de um ano. Evidentemente estava presente nos noticiários de todos os dias, de todas as horas. Estava muito mais conhecido do que Estelisabel que surgiu agora. Eu acho que eles perderam um ano neste processo”, finalizou.
O governador foi ao velório se solidarizar com o líder do seu partido na Assembleia Legislativa da Paraíba, André Gadelha.
“Estamos aqui na condição de amigo pessoal de André e de toda a sua família, de líder do partido (PMDB), companheiro, e não de uma admiração política, mas uma admiração profunda, pessoal pelos seus atributos, qualidades. Sabemos que a Família está sofrendo muito. O mínimo que poderíamos fazer é está aqui presente para em meu nome pessoal, do nosso partido trazer a solidariedade a André Gadelha”, disse Maranhão
PORTAL CORREIO
Reações:

Sobre o Diário de Riachão

Publicidade

Postar um comentário Blogger

Comente esta notícia

 
Top