Menu

Diário de Riachão Diário de Riachão Author
Title: Presidente de Câmara de Vereadores na Paraíba recebe voz de prisão e vai para cadeia; saiba porque
Author: Diário de Riachão
Rating 5 of 5 Des:
Riachão-PB O presidente da Câmara Municipal de Vereadores da cidade de Riachão, Uciélio Aquino Torres, no Agreste do Estado, foi ...
Riachão-PB

O presidente da Câmara Municipal de Vereadores da cidade de Riachão, Uciélio Aquino Torres, no Agreste do Estado, foi preso na manhã desta quarta-feira (16).
A informação é do Fórum de Araruna. Segundo uma funcionária, a ordem de mandado de prisão foi expedido pela justiça de São Paulo porque ele não efetuou o pagamento da pensão alimentícia.

A prisão do vereador aconteceu na manhã desta quarta-feira (16).
Fuga e prisão
O vereador havia sido convocado no Fórum na semana passada. Alegando compromisso inadiável, ele saiu dizendo que voltaria em instantes.
Não voltou.
Uciélio foi considerado fugitivo. Ele não foi localizado por seis dias.
Hoje, ao se reapresentar, recebeu ordem de prisão imediata.
O vereador foi encaminhado a cadeia pública de Araruna.
Uciélio já efetuou o pagamento da pensão e a justiça de São Paulo expediu o alvará de soltura, que foi cumprido por volta das 12h30 de hoje.
Portal Correio
Reações:

Sobre o Diário de Riachão

Publicidade

Postar um comentário Blogger

  1. “Já fui preso outras vezes e mesmo assim, continuo na Câmara” ironiza vereador detido por não pagar pensão alimentícia no Curimataú

    Uciélio Aquino
    Uciélio Aquino

    Após sair da cadeia, o vereador Uciélio Aquino Torres (PTB), presidente da Câmara de Vereadores do município de Riachão, no Curimataú do Estado, surpreendeu a todos com as declarações feitas, sem remorso, à equipe de reportagem da TV Correio/Record.

    Durante a conversa com o repórter Márcio Rangel, o parlamentar confessou que esta não foi a primeira vez que foi detido. “Até Romário que é mais rico do que eu já foi preso porque não pagou pensão alimentícia. Sou apenas um humilde vereador. Já fui preso outra vez pelo mesmo motivo e continuo sendo vereador. Não tenho vergonha de andar na rua. Não matei, nem roubei ninguém” comentou.

    A prisão do vereador foi decretada na última quinta-feira (10) pela 1ª Vara da Família do Tribunal de Justiça de São Paulo, local onde sua ex-companheira mora atualmente e o acionou judicialmente por se recusar a pagar a pensão alimentícia do seu filho, que hoje já tem 21 anos de idade.

    No entanto, quando o documento foi expedido, as autoridades tentaram capturar o parlamentar, mas em uma estratégia rápida, ele conseguiu fugir do bloqueio.

    Quando questionado, ele também confessou a ação. “Eu fugi sim na quinta-feira passada, por que não estava preparado para ser detido. A oficial de justiça era inexperiente eu dei um ‘pitú’ nela. Quando a jovem pensou que estava em um lugar, eu já estava longe” revelou, rindo, Uciélio Aquino.

    O presidente da câmara foi detido pela Polícia Militar na manhã desta quarta-feira (16) e conduzido para a Cadeia Pública da cidade de Araruna. Cerca de três horas depois, ele realizou um acordo com a ex-mulher e pagou os débitos, conseguindo assim, um alvará de soltura.

    De acordo com o processo, a dívida já superava a cifra de R$ 10 mil.

    Perguntado sobre como este episódio pode comprometer sua pré-candidatura à reeleição, o parlamentar voltou a surpreender. “Isso foi bom demais. Agora tenho certeza que o povo vai votar em mim novamente. Sou vereador em Riachão por quatro mandatos. A oposição tenta, mas não vai me derrubar. Esse ‘moído’ só me deu foi fama” finalizou.


    Da redação, com Márcio Rangel, TV Correio Guarabira

    ResponderExcluir
  2. presidente da câmara!se foge da obrigação de pagar pensão para o próprio filho,o que essa criatura tem a oferecer pro povo de Riachão? acoooooooorda povão.....

    ResponderExcluir

Comente esta notícia

 
Top