Menu

O Diário de Riachão O Diário de Riachão Author
Title: Moradores colocam fogo e interditam rua em protesto no Morumbi
Author: O Diário de Riachão
Rating 5 of 5 Des:
Um protesto por melhores condições de moradia bloqueava totalmente a Rua Doutor Luiz Migliano, na Zona Sul de São Paulo, por volta da...
Um protesto por melhores condições de moradia bloqueava totalmente a Rua Doutor Luiz Migliano, na Zona Sul de São Paulo, por volta das 9h50 desta segunda-feira (7). Um carro explodiu em uma barricada que foi montada pelos manifestantes (veja ao lado o vídeo com o momento da explosão). 

Segundo os moradores, quatro pessoas ficaram feridas com a explosão, mas o Corpo de Bombeiros afirmou que não socorreu ninguém. Um cinegrafista disse que, com o impacto, foi jogado para longe, mas não se feriu.

De acordo com os bombeiros, o carro tinha um sistema de biocombustível e, com a explosão, parte do cilindro foi parar a cerca de 300 metros.
Parte do cilindro do biocombustível foi parar a 300 metros do local da explosão (Foto: Letícia Macedo/ G1)

A SPTrans informou, por meio de sua assessoria de imprensa, que as seis linhas que passam pela rua foram desviadas, mas não soube dizer para quais vias. A Rua Doutor Luiz Migliano liga as Avenidas Giovanni Gronchi e Francisco Morato e a CET recomenda que o motorista evite a região e utilize, como alternativa, a Avenida Guilherme Dumont Villares.

Por volta das 7h, cerca de cem manifestantes colocaram fogo em madeira, pneus e caçambas para interromper o tráfego em dois ponto da via, que fica na região da favela Portal do Morumbi.
Protesto na Zona Sul





Um carro foi tombado por manifestantes para que ele caísse em uma das barricadas. Pouco depois, o veículo explodiu. Algumas pessoas, que estavam próximas à barreira, passaram mal e precisaram ser socorridas. O motorista conseguiu deixar o veículo.

Segundo os moradores, quatro pessoas ficaram feridas com a explosão, mas os bombeiros afirmaram que não socorreram ninguém.

Mais cedo, uma fumaça preta podia ser vista à distância e uma faixa foi colocada na rua e trazia a mensagem: “vandalismo é o que o governo faz com a gente. Cadê o auxílio-aluguel?”.

O protesto é realizado por três comunidades da região: Vila Praia, Olaria e Viela da Paz. Segundo moradores da Vila Praia, o auxílio-aluguel de 150 famílias está atrasado há dois meses e não passa por reajuste há dois anos. Os moradores de Olaria também querem reajuste no auxílio-aluguel de R$ 300.

O auxílio-aluguel é pago pelo governo, normalmente, em caso de despejo ou incêndio em favelas.

Carcaça do carro que explodiu durante protesto no Morumbi (Foto: Letícia Macedo/ G1)
Reações:

Sobre o Diário de Riachão

Publicidade

Postar um comentário Blogger

Comente esta notícia

 
Top