Menu

O Diário de Riachão O Diário de Riachão Author
Title: Grupo esnoba ‘profecia’ de tsunami no litoral cearense e faz vaia a onda
Author: O Diário de Riachão
Rating 5 of 5 Des:
Um grupo de cerca de 200 cearenses realizou neste domingo (25) uma vaia ao "tsunami", uma forma de esnobar a notícia da falsa...
Um grupo de cerca de 200 cearenses realizou neste domingo (25) uma vaia ao "tsunami", uma forma de esnobar a notícia da falsa profecia de que uma onda gigante iria atingir o litoral nordestino. O evento foi inspirado na vaia a Sol feita por fortalezenses em 1941, episódio que faz parte da história do Ceará.

Durante a concentração, os organizadores do evento solicitaram ao público presente assinaturas para um projeto de lei popular para fornecer internet sem fio grátis em Fortaleza. "Já temos algumas cidades do Brasil que tem internet wi-fi grátis. Já apresentamos a proposta a alguns vereadores e eles simpatizaram com a ideia", diz Eduardo Souza, organizador da vaia ao "tsunami".

O evento foi marcado no Facebook pelo grupo que administra a página de humor “Suricate Seboso”. O anúncio da onda foi feita há nove anos por Juscelino Nóbrega da Luz, que se diz profeta. Segundo Nóbrega, o tsunami iria atingir a costa brasileira em novembro de 2013, com maior probabilidade de ocorrer no dia 24.

Com a proximidade do evento, a suposta profecia repercutiu nas redes sociais. Uma notícia falsa chegou a citar a Fundação Cearense de Recursos Hídricos (Funceme) como órgão que havia confirmado que o desastre iria ocorrer. Ao clicar na notícia, o internauta era alertado de que se tratava de uma brincadeira.

Vaia ao Sol
Em 30 de janeiro de 1942, um grupo de cearenses vaiou o Sol, caso que ficou conhecido na história do estado. A vaia foi feita após o Sol “aparecer entre as nuvens, de forma tímida”, depois de vários dias nublados.

"De repente o Sol apareceu e, como todo mundo esperava a chuva, o nosso astro rei levou aquela vaia", diz o memorialista Nirez. A vaia ficou registrada entre os causos do Ceará, virou tema de peça de teatro e é contada em piadas pelos humoristas do estado.

Para o pesquisador da cultura cearense Gilmar de Carvalho, a vaia cearense é usada não somente para o deboche, mas também em manifestações de alegria. A vaia cearense é também representada por um grito característico, diferente das demais regiões. "Falta uma pesquisa profunda sobre essa vaia, mas há indícios de que o grito é oriundo de tribos indígenas da região cearense", explica o pesquisador Gilmar de Carvalho.

Fonte: Com informações do G1
Reações:

Sobre o Diário de Riachão

Publicidade

Postar um comentário Blogger

Comente esta notícia

 
Top