Menu

O Diário de Riachão O Diário de Riachão Author
Title: Brasil e México ficam no 0 a 0 e dependem de terceiro jogo para garantir classificação
Author: O Diário de Riachão
Rating 5 of 5 Des:
As apostas em bolões apontavam larga vantagem para a seleção brasileira, mas o confronto com o México terminou em 0 a 0 nesta terça-feira...
As apostas em bolões apontavam larga vantagem para a seleção brasileira, mas o confronto com o México terminou em 0 a 0 nesta terça-feira (17). A partida, disputada na Arena Castelão, em Fortaleza, foi válida pelo grupo A da Copa do Mundo. O Brasil segue líder da chave, com 4 pontos, e é seguido pelos mexicanos. A trunfo verde-amarelo está apenas no saldo de gols.

Por conta de uma lesão no joelho de Hulk, Felipão entrou com Ramires no time titular, alterando um pouco a forma da equipe jogar, já que contava com um jogador a mais de meio de campo. A mudança, no entanto, apenas escancarou as limitações do elenco do técnico Felipão, já que não surtiu efeito algum e comprometeu a armação do time.

O jogo

Como de costume, Neymar foi alvo de pancadas ainda no início da partida. Com menos de um minuto de jogo, o atacante brasileiro já estava caído. Aos seis, o camisa 10 tentou sua primeira arrancada e mais uma vez foi derrubado. A oportunidade era boa para o Brasil. David Luiz foi para a cobrança da falta, mas a bola ficou na barreira.

A primeira chance de gol da seleção brasileira veio aos 10 minutos. Neymar fez jogada pela esquerda e cruzou para Fred, que estava na cara do gol. Porém, o centroavante estava em posição irregular e a arbitragem marcou o impedimento. O México respondeu aos 23 minutos. De fora da área, Herrera arriscou um chutaço, obrigando Júlio César a defender com a ponta dos dedos. A reação brasileira não tardou. Aos 25, Daniel Alves cruzou da direita do campo e Neymar cabeceou com força, mas a jogada foi barrada por uma competente defesa de Ochoa.

O primeiro tempo seguiu equilibrado. Aos 40 minutos, mais um ataque do México: Vázquez finalizou de fora da área, bem perto da trave de Júlio César. Passado o susto, o Brasil voltou a ir para cima do adversário. Após cobrança de falta aos 45 minutos, Thiago Silva ajeitou a bola no peito e deixou Paulinho cara a cara com Ochoa, mas o goleiro se adiantou rapidamente e abafou a jogada brasileira.

Foto: Neymar foi derrubado duas vezes em menos de dez minutos de jogo
Créditos: Jefferson Bernardes/VIPCOMM

A segunda etapa começou com uma alteração no time de Felipão: Bernard entrou no lugar de Ramires. A mudança trouxe mais velocidade ao futebol nacional e ainda no segundo minuto a seleção armou uma boa chance de gol. Bernard disparou pela direita e cruzou a bola para Neymar, mas Rodriguez chegou antes do atacante e desviou a bola com um cabeceio.

A seleção mexicana voltou do intervalo apostando em jogadas de longa distância. Foram duas ainda nos primeiros minutos: aos nove com Vásquez e aos onze com Herrera. A segunda oportunidade da seleção brasileira só foi criada aos 17 minutos. Neymar cobrou falta com categoria e manda perto do ângulo de Ochoa.

Aos 22 do segundo tempo, mais uma alteração nos donos da casa: saiu Fred, entrou Jô. Felipão continuou mexendo no time. Tirou Oscar, que deu lugar a William, mas as mudanças não foram suficientes para que a seleção encontrasse o bom futebol mostrado na estreia contra a Croácia.

O técnico Miguel Herrera também mexeu no seu time.Saíram Herrera, Giovani e Peralta para que Fabián, Jiménez e Chicharito tentassem mudar a sorte dos visitantes. Os mexicanos até assustaram Júlio César algumas vezes depois da alteração, mas também não tiveram sucesso nas finalizações.

Com o empate, Brasil e México passam a depender do terceiro jogo na fase de grupos para garantir a classificação. As seleções entram em campo às 17h da próxima segunda-feira (23). O time comandado por Luiz Felipe Scolari joga contra Camarões, enquanto os mexicanos enfrentam a Croácia.

FICHA TÉCNICA:

Brasil 0 x 0 México

Local: Castelão, em Fortaleza (CE)

Data/Horário: 17/6/2014, às 16h

Árbitro: Cuneyt Cakir (TUR)

Assistentes: Bahattin Duran (TUR) e Tarik Ongun (TUR)

Cartões amarelos: Ramires, Thiago Silva (BRA); Aguilar, Vázquez (MEX)

Cartão vermelho: -

Gols: -

Brasil: Julio Cesar, Daniel Alves, Thiago Alves, David Luiz e Marcelo; Luiz Gustavo, Paulinho, Ramires (Bernard - Intervalo) e Oscar (Willian - 38'/2ºT); Neymar e Fred (Jô - 22'/2ºT). Técnico: Luiz Felipe Scolari.

México: Ochoa, Rodríguez, Rafa Márquez e Moreno; Aguilar, Vázquez, Herrera (Fabián - 31'/2ºT), Guardado e Layun; Giovani dos Santos (Jiménez - 38'/2ºT) e Peralta (Chicharito Hernández/28'2ºT). Técnico: Miguel Herrera.

R7
Reações:

Sobre o Diário de Riachão

Publicidade

Postar um comentário Blogger

Comente esta notícia

 
Top